Backpacking Two

Comidas de rua de Bangkok

4 Comentários

Bangkok é surpreendente, mas, sinceramente, o que eu como boa gordinha da lancheira que sou mais gostei por lá foram as comidas de rua!

Come-se extremamente bem por 60 baths (algo em torno de 5,40 reais), no máximo!

E tem Pad Thai (macarrão com vegetais, legumes, ovo e carnes ou frutos do mar):

Pad Thai de camarão

Pad Thai de frango

Tem arroz frito com legumes e carnes ou frutos do mar:

Arroz frito com frango

Arroz frito com porco

Arroz frito com camarão

Tem frutos do mar:

Frutos do mar

Lula ao molho de ostra com arroz

Tem sopas, inclusive o famoso e super apimentado Tom Yam:

Tom Yam

Sopa de frutos do mar

Tem essas comidas com curry amarelo, vermelho e verde, nessa ordem crescente de ardência (o amarelo é perfeito!):

Arroz frito com curry amarelo e frango

Arroz frito com curry vermelho e camarão

Arroz frito com curry verde, porco e ovo frito

Camarão ao molho de curry amarelo com arroz

Coco e frango ao molho de curry amarelo, com arroz e omelete

Tem macarrão:

Macarrão com camarão

Macarrão com frango, verduras e legumes (diferente de Pad Thai)

Tem rolinho primavera:

Rolinho primavera

Tem ovo de codorna frito:

Ovo de codorna frito

Tem frango assado ou frito:

Frango frito

Tem espetinhos de vaca, porco e frango por 10 baths cada (algo em torno de 0,90 reais). Comemos vários, mas esquecemos de tirar fotos… :(.

E tudo isso com um tempero agridoce único!

Ainda, tem várias frutas já picadas e prontinhas pra comer, por 20 bahts cada (algo em torno de 1,80 reais):

Melancia amarela

Tem insetos, larvas, sapos, escorpiões e aranhas também, mas isso é só pra diversão dos turistas, esse tipo de comida, ao contrário do que muita gente pensa, não faz parte das refeições dos locais.

Insetos, lavas, sapos, escorpiões e aranhas

Ficamos hospedados na região da Khao San Road e, paralela à essa rua, tem uma outra chamada Rambuttri, que, na minha opinião, foi a melhor com relação a comida.

Rua Rambuttri

Em tal rua tem um restaurante/barraquinha chamado Magic Thai Food que super recomendamos, pois lá tem várias opções de pratos (típicos ou não), com temperos deliciosos e com preços super em conta. E ainda desfruta-se de um pequeno show de mágicas que o dono, o Max, um moço hiper gente fina, faz pra entreter os fregueses!

Magic Thai Food

Em Chinatown também tem muita comida deliciosa de rua, mas não comemos por lá, pois estava mais caro, em média, 100 baths por prato (algo em torno de 9 reais).

Comida de rua em Chinatown

Comida de rua em Chinatown

Aliás, em qualquer lugar da cidade tem comida de rua. Bangkok é o paraíso nesse quesito! Hahaha!

No final, engordei 2 quilos nos 20 dias que ficamos por lá e nem me arrependo! 😀

P.S.: na época, com 1 real comprávamos 11,10 bahts.

Fotos: Arquivo pessoal.

Anúncios

Autor: Wanessa

advogada, 30 anos, apaixonada por viajar, com, no momento, 22 países guardados na memória e no coração.

4 pensamentos sobre “Comidas de rua de Bangkok

  1. Pingback: Receita Para Acordar Sem Despertador! | Backpacking Two

  2. Pingback: 20 dias em Bangkok | Backpacking Two

  3. Ovo de codorna frito hahaha Genial!

    De comida a Tailândia parece ótima, mas e de bebidas? Alguma coisa diferente e boa?

    Abraços pro casal!

    PS: Brenão, aí tá mais fresco?

    Curtir

    • Faaaala Gustavão!!!

      Pois é, come-se muito, e também muito bem na Tailândia!
      Quanto às bebidas, por aqui tem várias opções diferentes: além do infame “bucket” (literalmente um baldinho de praia com misturas de álcool, gelo e canudinhos), um grande best-seller por essas bandas é o SangSom, um rum nacional muito saboroso que eles insistem em chamar de whisky.
      Já no ramo dos fermentados, a cerveja do coração e do paladar da galera é a Chang que, segundo a lenda, não tem um controle muito rígido na temperatura em que eles fermentam a parada, então quando se bebe uma, é como se estivesse jogando uma “roleta-russa” onde só se ganha: pode vir com os 5% de álcool, como diz no rótulo, ou pode vir com uns porcentinhos a mais… vai saber! 😉

      Abraços pra ti de volta, meu bom!
      A Wanessa também envia um abraço.

      P.s.: Koh Tao, onde estamos agora, é um sonho que se sonha acordado… uma ilhota charmosinha com clima do tipo paradisíaco, águas cristalinas e cheias de corais e peixes (ontem vi duas tartarugas e uma arraia enquanto mergulhava… à noite!) e muita gente com umas ideias bem diferentes, que sempre adoro conhecer. Além dos três mergulhos de ontem (um incluindo um naufrágio de um navio da 2ª Guerra Mundial), a noite também trouxe um tatuador chileno nômade, uma finlandesa que arrumou emprego de grafiteira por aqui e resolveu comprar um apê, um neo-zelandês que passou uns meses acampando e trampando por hospedagem e comida no Japão, um outro chileno repentista que roda o mundo e uma francesa de retorno à Europa que veio fazer “escala” aqui na Tailândia depois de morar/trampar por 15 meses na Austrália. Quer sair um pouco da sua zona de conforto e conhecer uma galera meio louca? Viaje! 😀

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s