Backpacking Two

O dia em que o Breno sumiu na Catedral de Notre-Dame de Paris

Deixe um comentário

A Catedral de Notre-Dame de Paris é uma das catedrais mais belas e mais visitadas do mundo e eu, ao contrário do Breno que já a havia visitado 2 vezes, ainda não a conhecia, então, em uma bela tarde de sol do dia 11 de julho de 2011, fomos pra Praça Jean-Paul II, entrar na fila para conhecê-la.

Catedral de Notre-Dame de Paris

Pelo fato da visita à Catedral em si ser gratuita (a visita às torres é paga), a fila sempre é enorme. Daí o Breno vira pra mim e fala: “− Como vai demorar pra entrarmos, você fica na fila e eu vou procurar um banheiro, porque estou precisando.”. E eu, sem maiores preocupações: “− Tá!”.

A vista estava bonita e, quando percebi, já era a primeira da fila e nada do Breno. Comecei a deixar as pessoas de trás passarem na frente, falando que aguardava alguém. Deixei passar tanta gente que as pessoas começaram a me olhar torto, pensando (acho) que eu estava furando fila. Claro que não! >/

Fiquei com vergonha e fui pro final da fila… Cheguei novamente no primeiro lugar e, ainda, nada do Breno.

Fui mais uma vez pro final da fila e, sem o Breno, cheguei, de novo, no primeiro lugar. O moço que controlava a entrada já até me conhecia! 😛

Nisso, já tinha se passado mais de uma hora e eu já pensava em ir à Embaixada do Brasil relatar o sumiço do Breno. Hahahaha! Detalhe: como eu estava idiota sem bolsa ou qualquer bolso pra guardar coisas, deixei meu passaporte e meu dinheiro com ele e nenhum dos dois tinha celular. Desespero começava a resumir. Mas não, nessas horas não adianta desesperar muito.

Decidi deixar a fila e subir em um banco da praça, pra ter uma visão de cima. Olhei cada pessoinha naquele lugar e não é que, depois de um tempo, eu avisto o Breno, lindo, com sua camiseta branca do Hard Rock Café de Madri (essa camiseta eu nunca vou esquecer), me procurando desde o início da fila! Alegria resume! 😀

Olha a camiseta aí! 😀

Comecei a pular e a acenar em cima do banco e sai correndo estilo encontro de filme! Quando nos encontramos fiquei brava. Quem demora quase 2 horas pra ir ao banheiro? >/ Foi aí que fiquei sabendo que a fila do banheiro estava maior que a fila pra entrar na Catedral e ele não podia perder o lugar pra ir me falar isso. É, em tempos sem 3G era bem difícil a comunicação em viagens…  Hahahaha! :/

No final, tudo se ajeitou e, após entrarmos mais uma vez na fila, conseguimos visitar a Catedral de Notre-Dame de Paris que, realmente, é muito linda!

E esse foi um dos dias (sim, existem outros) em que eu me perdi momentaneamente do Breno em outro país.


Fotos: Arquivo pessoal.

Anúncios

Autor: Wanessa

advogada, 30 anos, apaixonada por viajar, com, no momento, 22 países guardados na memória e no coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s